Notícias

Erro do Google desativa metade da internet do Japão

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Um pequeno deslize do Google fez com que clientes das duas maiores operadoras de telecomunicações do Japão ficassem com a internet lenta ou inacessível por algumas horas na última sexta-feira, 25. O problema foi tão grave que, segundo o jornal Japan Times, o Ministério de Relações Internas e Comunicações do país abriu uma investigação sobre o incidente.

Mais tarde, de acordo com o Asahi News, a empresa assumiu responsabilidade pelo problema. “Enviamos informações erradas à rede e, como resultado, ocorreram problemas”, disse um porta-voz do Google ao jornal. Embora a empresa alegue que tenha corrigido os dados em oito minutos, o jornal reporta que as provedoras japonesas tiveram problemas durante a tarde inteira.

 

“Pequeno deslize”

De maneira resumida, as informações erradas que o Google enviou à rede fizeram com que a rede empresarial do Google funcionasse como uma provedora de telecomunicações. Mas, como a empresa não presta serviços desse tipo – nem tem a infraestrutura para isso -, as conexões que passavam por ela simplesmente falhavam, prejudicando a navegação dos usuários.

O BGPMon explica que o que ocorreu foi um problema de BGP (Border Gateway Protocol), um protocolo de roteamento dinâmico interdomínios usado para sistemas autônomos. O problema começou quando o sistema do Google anunciou erroneamente prefixos de peers à Verizon.

Quando os sistemas de outras operadoras detectaram isso, acharam que o Google poderia rotear seu tráfego também, e então o problema cresceu rapidamente. Não foi um problema particularmente complexo ou grave, segundo o site. “É fácil cometer erros de configuração que podem levar a incidentes como esse”, diz.

A informação foi corrigida, segundo o Google, em oito minutos. Mas esse pequeno espaço de tempo foi suficiente para que, segundo o The Next Web, metade da internet do Japão saísse do ar. Usuários da NTT Communications e da KDDI Corp. ficaram sem qualquer acesso à rede. Outros ainda conseguiam acessar, mas com velocidade muito reduzida.

Consequências

Empresas de trens urbanos, corretoras de ações e sites de e-commerce foram afetados pelo problema. O aplicativo Line, que é praticamente o equivalente japonês do WhatsApp (tanto em funcionalidade quanto em popularidade), ficou instável por cerca de 90 minutos.

Houve, no entanto, quem se beneficiasse da situação. Segundo o Japan Times, as ações de empresas de cibersegurança decolaram logo que surgiram os primeiros relatos de que vários serviços de internet estavam apresentando problemas. Uma delas, chamada SecuAvail Inc., chegou a valorizar seus papéis mais de 10% no dia.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.